Destas mãos que falam, saem gritos d'alma, gemidos de dor, às vezes, letras com amor, pedaços da vida, por vezes sofrida, d'um iletrado escritor. Saem inquietações, também provocações, com sabor, a laranjas ou limões. Destas mãos que falam, saem letras perdidas, revoltas não contidas, contra opressões, das nossas vidas! (AJoão)

segunda-feira, 1 de fevereiro de 2016

D. Carlos I, Rei de Portugal, foi covardemente assassinado há 108 anos



Faz hoje 108 anos que D. Carlos I, Rei de Portugal, e o seu filho Luís Filipe, Príncipe Real de Portugal, foram bárbara e covardemente assassinados pela vil Carbonária.
Curvo-me humildemente perante as suas memórias.



Retrato de D. Carlos I, Rei de Portugal, por Alfredo Roque Gameiro, 1902.





 Luís Filipe, Príncipe Real de Portugal. Retrato de José Malhoa





Placa afixada no local onde foram assassinados D. Carlos I, Rei de Portugal, e o seu filho Luís Filipe, Príncipe Real de Portugal, na Praça do Comércio (Terreiro do Paço), em Lisboa. Imagem Wikipédia






Sem comentários:

Contador, desde 2008:

Localizador, desde 2010:

Acerca de mim

A minha foto
"Horta do Zorate" é um blogue pessoal, editado por Alberto João (Catujaleno), cidadão do mundo, fazedor desencostado, em auto-construção há 58 anos.