Destas mãos que falam, saem gritos d'alma, gemidos de dor, às vezes, letras com amor, pedaços da vida, por vezes sofrida, d'um iletrado escritor. Saem inquietações, também provocações, com sabor, a laranjas ou limões. Destas mãos que falam, saem letras perdidas, revoltas não contidas, contra opressões, das nossas vidas! (AJoão)

quinta-feira, 28 de abril de 2016

Feliz Aniversário, Avó da minha Neta!


«Ai, como são lindos
sedosos
maravilhosos
deslumbrantes
mais que dantes
os cabelos brancos
da avó da minha neta.»

Alberto João (Catujaleno), Ribatejo, 9 de Abril de 2016.
in blogue 'poeta e louco um pouco'.






Pode ver e ouvir este vídeo em 'Horta do Zorate TV' no canal 23 84 18 do MEO


quarta-feira, 20 de abril de 2016

Dúvidas que me passam pela cabeça



As pessoas que no Facebook ou Twitter avisam os amigos e as amigas que a PSP e a GNR estão a fazer uma Operação STOP em determinado local, e que na estrada fazem sinais de luzes a alertar para a existência de patrulhas fiscalizadoras, fazem parte do grupo de Automobilistas empenhados na redução da alta taxa de mortalidade nas estradas portuguesas, ou fazem parte do grupo cujo comportamento é factor contributivo para essa sinistra realidade?
 
Boa tarde! :)

“Pai, perdoa-lhes, porque não sabem o que fazem.”





Imagem in Google

segunda-feira, 18 de abril de 2016

A "linguagem sexista" do manifesto eleitoral do Bloco de Esquerda


O manifesto eleitoral que o Bloco de Esquerda apresentou para as Legislativas de 2015 tem 68 páginas.
Para não maçar demasiado os meus amigos e as minhas amigas, fui só até à página 7, e encontrei seis trechos de “linguagem sexista”, que aqui transcrevo, aos quais acrescentei, em cada um, um pequeno comentário meu:

- «A pobreza e a malnutrição atingem entre um quarto e um terço das crianças e dos idosos». Idosos? E as idosas, Catarina?  :)

- «Neste âmbito a convocação de um referendo sobre o Tratado Orçamental é uma passo essencial, permitindo, desta forma, que os cidadãos se pronunciem nas urnas sobre a camisa de forças austeritária imposta ao país». Cidadãos? E as cidadãs, Catarina? :)

- «Esta opção pelo combate à exclusão dos desempregados responde à emergência social, combate a pobreza e traduz-se num impacto imediato em termos de procura, porque os desempregados em situação de carência canalizam este rendimento para o consumo imediato». Desempregados? E as desempregadas, Catarina? :)

- «Devolução dos salários cortados aos trabalhadores da função pública». Trabalhadores? E as trabalhadoras, Catarina? :)

- «Mesmo sem controlo público da banca, estas propostas imediatas enfrentam abusos grosseiros, como os cometidos pelos banqueiros portugueses na última década». Banqueiros? E as banqueiras, Catarina? :)

- “Criação de um registo público dos beneficiários últimos de todos os veículos». Beneficiários? E as beneficiárias, Catarina? :)

Ou seja, bem pregou freira Catarina há sete meses atrás… faz o que ela diz e não o que ela faz.


Bom dia! :)

sábado, 16 de abril de 2016

O Dia D de Dilma





Bom dia! :)
Amanhã será o Dia D de Dilma.
É já neste domingo, 17 de abril de 2016, que na Câmara dos Deputados acontece a votação que definirá se o processo de "impeachment" (impedimento; destituição de cargo) contra a presidente Dilma Rousseff terá continuação.
Já aqui escrevi que, a meu ver, Dilma cometeu um grave erro político quando tentou levar Lula da Silva para o Governo, com o propósito de dificultar a ação da Justiça brasileira.
Ora, num Estado de Direito
o Chefe de Estado deve ser o garante do regular funcionamento das instituições democráticas, e não uma força de bloqueio a esse funcionamento.
Ainda assim, não deixa de ser relevante o facto de não haver nenhuma prova criminal contra Dilma e, em contraponto, a maioria dos deputados que estão disponíveis para votar a favor da sua destituição terem casos pendentes com a Justiça.
Que Deus Abençoe o Brasil e os nossos Irmãos brasileiros, assim como os portugueses que vivem naquele Paraíso!
Sábado Feliz para Todos Nós! :)


Imagem in Google




domingo, 10 de abril de 2016

O seu a seu dono: A Grande Falácia da Associação 25 de Abril





Tenho a maior Admiração e Gratidão pelos Capitães de Abril.
Jamais me esquecerei da Liberdade e Democracia que me deram e, sobretudo, do facto de terem feito uma Revolução que acabou com a Guerra do Ultramar, para onde certamente eu seria mobilizado 5 anos mais tarde, caso não tivesse acontecido a Revolução de Abril de 1974.
É pois com a Liberdade que me foi dada por estes Heróis de Abril, que tenho o dever moral de mais uma vez (na ocasião escrevi aqui sobr
e o assunto) denunciar a grande falácia da Associação 25 de Abril quando há dois anos "gritou ao mundo" que os militares de Abril não iriam participar nos 40 anos do 25 de Abril na Assembleia da Repúlica porque a presidente da mesma, Assunção Esteves, não autorizava que os "capitães" falassem durante as cerimónias oficiais na Assembleia.
Ora, como aqui escrevi, na altura, há dois anos, NUNCA um Militar de Abril falou nas comemorações oficiais, na qualidade de Capitão de Abril. Falou Marques Júnior, por sinal uma intervenção inesquecível, mas na condição de deputado do PS. Penso que Mário Tomé também o terá feito como deputado da UDP.
Tal como este ano, os 'Capitães de Abril' vão estar presentes (e bem!), mas sem usarem da palavra. Como sempre aconteceu.
Viva o 25 de Abril!
Boa noite! :)

Imagem in Google

sábado, 9 de abril de 2016

OS CABELOS BRANCOS DA AVÓ DA MINHA NETA



São belos
os brancos cabelos
da avó da minha neta.



Adoro olhar
sou feliz a tocar
apaixonado a beijar
os cabelos brancos
da avó da minha neta.



Aqueles cabelos que vi
de modo febricitante
com olhos de ver
e atenção bastante
pela primeira vez
na minha mocidade
quando a avó da minha neta
tinha 15 anos de idade.



Ai, como são lindos
sedosos
maravilhosos
deslumbrantes
mais que dantes
os cabelos brancos
da avó da minha neta.



Tendo medo de viver
ou morrer
sem tocar
sem beijar
e sem amar
os cabelos brancos
da avó da minha neta.



Será que no além
vou ter a sorte também
de contemplar
tocar e beijar
os cabelos brancos
da avó da minha neta?




Alberto João Catujaleno, Ribatejo, 9 de Abril de 2016
Também no blogue 'poeta e louco um pouco'

O caso João Soares, 48 horas depois





O meu amigo António Costa, para além da sua inegável habilidade política, é um homem cheio de sorte e como escreveu ontem o meu amigo Paulo Baldaia (ex-director da TSF) "António Costa nasceu mesmo com o c... (cu) virado para lua".
Senão, vejamos:
1 - António Costa tirou (também com a ajuda do meu voto) a liderança do PS a António José Seguro com o argumento que este tinha vencido duas eleições (Autárquicas 2013 e Europeias 2014) por "poucochinho", e para melhor justificar esta disputa interna no PS, Costa disse mesmo: "A minha ambição é que a derrota histórica da direita corresponda a uma vitória histórica do PS".
2 - Ora, nas Legislativas de 2015, António Costa, candidato a primeiro-ministro pelo PS (que desta vez não contou com o meu voto), não só não ganhou por "poucochinho", como sofreu uma pesada derrota eleitoral. Quando o país esperava de António Costa uma posição de Humildade Democrática e Republicana, eis que surgem o Bloco de Esquerda e o PCP, por razões compreensíveis, a garantir a sobrevivência política do grande derrotado nas urnas (leia-se António Costa).
3 - Desde muito cedo que Mário Soares, mais uma vez, pois já o tinha feito em 2006 e em 2011, procurou condicionar o Partido Socialista nas Eleições Presidenciais de 2016, deixando António Costa numa situação extremamente difícil de gerir o apoio a dois candidatos: Sampaio da Nóvoa e Maria de Belém. Ora, o resultado desta ação paternalista de Mário Soares foi, pela terceira vez consecutiva, a derrota dos candidados de Esquerda. Mas, acontece que os portugueses elegeram (também com o meu voto) o Presidente da República que, a meu ver, melhor garantia de estabilidade dará ao Governo de António Costa.
4 - Voltando a João Soares. Na minha modesta opinião, a chamada de João Soares para o Governo, deveu-se mais ao facto de António Costa pretender calar algumas vozes críticas da corrente "Segurista" do que às qualidades pessoais do ex-Ministro da Cultura, que aquando da disputa pela liderança do PS chegou a pôr em causa, na sua página do Facebook, o carácter de António Costa. Ora, Costa viu (e bem) nesta inadmissível ameaça de "bofetadas" de João Soares aos cronistas do jornal 'Público', uma "oportunidade de ouro" para se livrar de alguém que não resistiu à tentação de querer ser Ministro para ter Poder e, simultaneamente, querer ser Cidadão para dizer os maiores disparates que lhe vão na alma.
5 - Termino este meu escrito com mais uma frase escrita ontem por
Paulo Baldaia: "Assim, (António Costa) já pode resolver o erro de casting e passar a ter um verdadeiro ministro da Cultura"
 
Feliz Sábado para Todos Nós! :)

Imagem in Google

Contador, desde 2008:

Localizador, desde 2010:

Acerca de mim

A minha foto
"Horta do Zorate" é um blogue pessoal, editado por Alberto João (Catujaleno), cidadão do mundo, fazedor desencostado, em auto-construção há 58 anos.