Destas mãos que falam, saem gritos d'alma, gemidos de dor, às vezes, letras com amor, pedaços da vida, por vezes sofrida, d'um iletrado escritor. Saem inquietações, também provocações, com sabor, a laranjas ou limões. Destas mãos que falam, saem letras perdidas, revoltas não contidas, contra opressões, das nossas vidas! (AJoão)

sexta-feira, 19 de agosto de 2016

Francisco Seixas da Costa e a imunidade diplomática dos agressores de Ponte de Sor




O Senhor embaixador Francisco Seixas da Costa, que conheço pessoalmente e pelo qual tenho grande estima e consideração, veio a terreiro explicar, detalhadamente, do ponto de vista diplomático, o caso dos gémeos iraquianos, de 17 anos de idade, que espancaram quase até à morte um jovem português de 15 anos, em Ponte de Sor, e que segundo parece também utilizaram na tareia um carro da embaixada onde o pai é o representante diplomático do Iraque em Portugal.
Escreveu o Senhor embaixador:
«Esta situação tem laivos de injustiça objetiva e é natural que seja sentida como tal pela opinião pública. Mas ela é o "preço" a pagar pela salvaguarda da Convenção de Viena sobre Relações Diplomáticas, um acordo internacional datado de 1961 e que regula a vida diplomática à escala do planeta, sendo considerado quase unanimemente como uma excelente Convenção.
...
Se considerar que se confirmam os indícios de que aqueles cidadãos praticaram atos que configuram abusos da imunidade diplomática que lhes havia sido concedida, o governo português tem a possibilidade de considerar esses titulares de imunidade "personae non grata" e obrigar à sua saída do país num dado prazo.»
Ou seja, os agressores não podem ser julgados em Portugal.
Mas os três - pai e os dois filhos delinquentes - podem ser recambiados.
A meu ver, devem sê-lo quanto antes.
A não ser que o governo português queira que seja um familiar ou amigo do agredido a resolver o assunto.
Bom dia! :)

quinta-feira, 18 de agosto de 2016

Congresso do MPLA e o meu OBRIGADO ao Bloco de Esquerda





Pensei em escrever neste meu blogue pessoal um artigo sobre aquilo que penso dos partidos políticos portugueses que estão desde ontem em Luanda a apoiar um partido político angolano que sustenta um Governo de corruptos que enriquecem desalmadamente, enquanto o povo angolano morre à fome e devido a doenças que seriam curadas com vacinas cujo preço ronda €1 (um euro).
Mas como teria que usar palavras duras e, consequentemente, correr o risco de ferir a sensibilidade de amigos meus e amigas minhas apoiantes desses partidos, deixo aqui, APENAS, o meu reconhecimento e OBRIGADO ao Bloco de Esquerda.
Bom dia! :)



terça-feira, 9 de agosto de 2016

Incêndios, fatalidade ou indústria de interesses obscuros?




Os incêndios são uma fatalidade ou uma indústria de interesses obscuros?
Há muitos anos que oiço dizer que os incêndios se combatem no inverno, através da prevenção.
Porém, os anos passam e os Governos, todos eles, não realizam a devida prevenção na época baixa.
O Estado não limpa convinientemente as suas matas e, consequentemente, não tem autoridade moral para impor a limpeza de propriedades privadas.
Com milhares de militares em tempo de paz; milhares de reclusos; e milhare
s de desempregados, porque razão não são estes homens e mulheres mobilizados para a prevenção de incêndios?
Só encontro uma explicação: os incêndios foram transformados numa poderosa indústria cujos interesses são protegidos pela classe política que tem exercido o poder em Portugal.
Esta obscura indústria pode estar a alimentar grandes interesses económicos como Madeireiros e empresas fornecedoras de meios aéreos de combate a incêndios, entre outros.
Bom dia!

sábado, 6 de agosto de 2016

«Presidente (Marcelo) quer explicações quando voltar do Brasil»







IRONIAS DA POLÍTICA PORTUGUESA


O Presidente da República, representante máximo do Estado português, tido como um homem de Direita, viajou para o Euro2016 e quis pagar do seu bolso as despesas de deslocação.
Três Secretários de Estado de um Governo Socialista, supostamente homens de Esquerda, viajaram para o mesmo Euro2016 à custa de uma empresa que deve ao Estado português 130 milhões de euros.
Quem é que acredita em almoços grátis? :)
Bom dia! :)

quinta-feira, 4 de agosto de 2016

FAZ HOJE 7 ANOS!



Foi no dia 4 de Agosto de 2009 que tomei a decisão de deixar de fumar, sem ter sido pressionado por qualquer problema de saúde.
Foi talvez a decisão mais inteligente da minha vida.
Confesso que degustar um charuto após cada refeição foi para mim, durante muitos anos, um "prazer dos deuses".

Acontece que esse prazer deu lugar a Adição e quando deixei de fumar passavam pela minha boca diariamente cerca de 10 charutos.
Ora, seguindo a sabedoria popular "Para grandes males, grandes remédios" decidi, em boa hora, pôr fim aquela estúpida Adição.
Entretanto, o facto de sempre ter tido em casa os melhores charutos do mundo (Cohiba, Montecristo e Romeo y Julieta) devidamente instalados em humidificadores (que mantêm os charutos com a temperatura entre os 18°C e os 21ºC e humidade a cerca de 70%) para oferecer aos amigos que me visitam, e não sentir nenhum apelo para os fumar, é para mim um prazer incomensuravelmente superior àquele que tinha quando os fumava.
 
Votos de um dia Feliz para Todos Vós! :)







Imagem do Google

Contador, desde 2008:

Localizador, desde 2010:

Acerca de mim

A minha foto
"Horta do Zorate" é um blogue pessoal, editado por Alberto João (Catujaleno), cidadão do mundo, fazedor desencostado, em auto-construção há 58 anos.