Destas mãos que falam, saem gritos d'alma, gemidos de dor, às vezes, letras com amor, pedaços da vida, por vezes sofrida, d'um iletrado escritor. Saem inquietações, também provocações, com sabor, a laranjas ou limões. Destas mãos que falam, saem letras perdidas, revoltas não contidas, contra opressões, das nossas vidas! (AJoão)

domingo, 10 de abril de 2016

O seu a seu dono: A Grande Falácia da Associação 25 de Abril





Tenho a maior Admiração e Gratidão pelos Capitães de Abril.
Jamais me esquecerei da Liberdade e Democracia que me deram e, sobretudo, do facto de terem feito uma Revolução que acabou com a Guerra do Ultramar, para onde certamente eu seria mobilizado 5 anos mais tarde, caso não tivesse acontecido a Revolução de Abril de 1974.
É pois com a Liberdade que me foi dada por estes Heróis de Abril, que tenho o dever moral de mais uma vez (na ocasião escrevi aqui sobr
e o assunto) denunciar a grande falácia da Associação 25 de Abril quando há dois anos "gritou ao mundo" que os militares de Abril não iriam participar nos 40 anos do 25 de Abril na Assembleia da Repúlica porque a presidente da mesma, Assunção Esteves, não autorizava que os "capitães" falassem durante as cerimónias oficiais na Assembleia.
Ora, como aqui escrevi, na altura, há dois anos, NUNCA um Militar de Abril falou nas comemorações oficiais, na qualidade de Capitão de Abril. Falou Marques Júnior, por sinal uma intervenção inesquecível, mas na condição de deputado do PS. Penso que Mário Tomé também o terá feito como deputado da UDP.
Tal como este ano, os 'Capitães de Abril' vão estar presentes (e bem!), mas sem usarem da palavra. Como sempre aconteceu.
Viva o 25 de Abril!
Boa noite! :)

Imagem in Google

Sem comentários:

Contador, desde 2008:

Localizador, desde 2010:

Acerca de mim

A minha foto
"Horta do Zorate" é um blogue pessoal, editado por Alberto João (Catujaleno), cidadão do mundo, fazedor desencostado, em auto-construção há 59 anos.