Destas mãos que falam, saem gritos d'alma, gemidos de dor, às vezes, letras com amor, pedaços da vida, por vezes sofrida, d'um iletrado escritor. Saem inquietações, também provocações, com sabor, a laranjas ou limões. Destas mãos que falam, saem letras perdidas, revoltas não contidas, contra opressões, das nossas vidas! (AJoão)

domingo, 12 de outubro de 2014

Palavras ou Frases ditas no Ribatejo: "Não espetes a burra muito à frente porque as vides estão secas"



"Não espetes a burra muito à frente porque as vides estão secas" = expressão utilizada para advertir alguém que está a ter uma conversa social ou politicamente incorrecta; alerta para alguém que está a tocar num assunto melindroso; como quem diz "não te estiques".




"Burra" = Peça em ferro que os trabalhadores agrícolas usavam para no gancho daquela pendurar a panela para cozinhar a sua comida no campo. A Burra era espetada na diagonal, e a panela ficava sobre a fogueira, muitas vezes feita com vides (pedaços cortados nas videiras, durante a poda destas).


Imagem in Google

Sem comentários:

Contador, desde 2008:

Localizador, desde 2010:

Acerca de mim

A minha foto
"Horta do Zorate" é um blogue pessoal, editado por Alberto João (Catujaleno), cidadão do mundo, fazedor desencostado, em auto-construção há 59 anos.