Destas mãos que falam, saem gritos d'alma, gemidos de dor, às vezes, letras com amor, pedaços da vida, por vezes sofrida, d'um iletrado escritor. Saem inquietações, também provocações, com sabor, a laranjas ou limões. Destas mãos que falam, saem letras perdidas, revoltas não contidas, contra opressões, das nossas vidas! (AJoão)

sábado, 18 de março de 2017

CASOS DO ACASO





Esta tarde, estava eu numa das lezírias do concelho de Salvaterra de Magos, quando dei conta que passava junto a mim um boi mansinho (ainda assim, tomei as devidas cautelas para não sofrer uma investida traiçoeira. Cruzes, canhoto!), que me pareceu procurar, paulatinamente, a vaca da sua vida.
Como a bovina estava ausente, noutras pastagens certamente, o toiro lindo muge baixinho e segue para norte em direcção à zona que bem fica antes de Almeirim.
Observar a natureza, os animais e todo o meio envolvente é um grande prazer para quem, como eu, nasceu e foi criado no mundo urbano.
Boa noite!

Sem comentários:

Contador, desde 2008:

Localizador, desde 2010:

Acerca de mim

A minha foto
"Horta do Zorate" é um blogue pessoal, editado por Alberto João (Catujaleno), cidadão do mundo, fazedor desencostado, em auto-construção há 58 anos.