Destas mãos que falam, saem gritos d'alma, gemidos de dor, às vezes, letras com amor, pedaços da vida, por vezes sofrida, d'um iletrado escritor. Saem inquietações, também provocações, com sabor, a laranjas ou limões. Destas mãos que falam, saem letras perdidas, revoltas não contidas, contra opressões, das nossas vidas! (AJoão)

sexta-feira, 9 de março de 2012

Cavaco rancoroso, Silva vingativo

. .




José Sócrates nunca contou com o meu voto. Cavaco Silva também não.

Para mim Sócrates é um caso encerrado. Foi julgado e devidamente punido pelo povo português.

Cavaco é um assunto em aberto. Foi eleito pelos portugueses para exercer o cargo de Presidente da República.

Coisa que não tem sido. Desde a primeira hora que Cavaco é, sem margem para dúvidas, um presidente de fração.

As trapalhadas têm acontecido à velocidade da luz.

A última prende-se com as polémicas afirmações sobre Sócrates no prefácio do seu novo livro.

Ora, não está em causa o direito que o cidadão Aníbal António Cavaco Silva tem de expressar as suas experiências na vida politica.

A gravidade da coisa está, na minha modesta opinião, no cargo que Cavaco exerce e o momento escolhido para as expressar.

Com o país a atravessar uma das maiores crises da sua história, jamais passaria pela cabeça de uma
pessoa com juízo e com o cargo que tem fazer aquilo que este senhor acaba de fazer.

Há muito que penso que Aníbal Cavaco Silva não tem estatura moral para ser  Presidente da República.

Hoje tive a prova dos nove.

Cavaco não faz parte da solução, mas sim do problema.

O senhor Silva bateu no fundo.

Faltará muito para acontecer a destituição do cargo de Presidente da República?


Sem comentários:

Contador, desde 2008:

Localizador, desde 2010:

Acerca de mim

A minha foto
"Horta do Zorate" é um blogue pessoal, editado por Alberto João (Catujaleno), cidadão do mundo, fazedor desencostado, em auto-construção há 59 anos.